Notcias




 

Mais Alimentos: linha de crdito deve se tornar permanente

publicada em 18-12-2009

O programa Mais Alimentos deve se tornar uma linha permanente de crédito do Plano Safra da Agricultura Familiar a partir do próximo ano. Foi o que sinalizou o ministro Guilherme Cassel aos representantes do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul ( Simers) que estiveram no Ministério do Desenvolvimento Agrário nesta quinta-feira (17).

O presidente da Simers, Claudio Bier, foi enfático ao afirmar que o Mais Alimentos salvou a indústria de tratores e máquinas durante o período de crise financeira. “Estamos muito satisfeitos com o programa e devemos aumentar a produção em 15% no próximo ano, principalmente se for efetivada a perenização do programa”, destacou Bier.

O ministro Guilherme Cassel  informou aos empresários que as negociações dentro do governo sobre o assunto já estão bem avançadas. “Não há quem critique o Mais Alimentos. Todos - agricultores, empresários e  Governo - acham que o programa é muito eficiente. Além de incrementar a produção de alimentos em 7 milhões de toneladas no primeiro ano de funcionamento, o programa assegurou empregos nas cidades e impulsionou a produção das indústrias”, frisou Cassel.

O Mais Alimentos é uma linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) criada para estimular a modernização produtiva das unidades familiares agrícolas de todo o País. O Programa financia projetos até R$ 100 mil, tem juros de 2% ao ano, até três anos de carência e prazo de até dez anos para pagar o empréstimo. Desde o lançamento, há pouco mais de um ano, o Mais Alimentos comercializou mais de 20 mil  tratores. No setor de máquinas e implementos já foram movimentados mais de R$ 500 milhões de reais.
 
Fonte: MDA

<< Voltar

 

COPYRIGHT © 2008 GOVERNO DE PERNAMBUCO
Av. General San Martin, 1371 - Bongi - Recife - PE - CEP: 50761-000 - PABX: (81) 3184-7200