Notcias




 

Tcnicos do IPA e da UFRPE apresentam projeto de cultivo de peixe marinho no estado

publicada em 09-06-2010

Técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) apresentaram, hoje, no auditório da sede do IPA, no Recife,Swiss Replica Watches s encaminhamentos do Projeto de Criação em Cativeiro de Cação de Escama – Beijupirá, no Litoral do estado. A iniciativa é a primeira a atender pescadores artesanais no Nordeste em piscicultura em gaiolas. O projeto Piloto, que beneficiará as colônias Z-1, no Pina,  Z-25, em Piedade, e a Associação dos Pescadores de Barra de Jangada, A-13, receberá investimentos da ordem de R$ 2,2 milhões e contemplará cerca de 120 pescadores. O programa tem potencial, no entanto, para beneficiar cerca de seis mil pescadores artesanais em Pernambuco, cadastrados no Ministério da Pesca e Aquicultura.

 De acordo com o engenheiro de pesca e extensionista rural do IPA, Gilvan Pais de Lira Júnior, a piscicultura marinha é uma das atividades produtivas de maior potencial socioeconômico em escala mundial, devido à disponibilidade do principal recurso natural utilizado - água salgada – que representa quase 70% da superfície total do planeta. "A atividade não apenas gera emprego e renda,  como minimiza os impactos da pesca predatória, possibilitando o repovoamento marinho das espécies ameaçadas", destacou.

Gilvan Lira explicou que o cultivo de espécies como o beijupirá tem a capacidade de elevar a oferta  do pescado no mercado, reduzindo os preços e inviabilizando sua captura. O projeto prevê a instalação de quatro gaiolas com capacidade produtiva de aproximadamente doze toneladas por despesca. As unidades, adquiridas no Chile, já estão em fase de montagem no Armazém 15, do Porto do Recife. “Uma das maiores vantagens do beijupirá é ser uma espécie nativa da costa nordestina de rápido crescimento, alcançando cinco quilos após um ano de cultivo”, acrescentou

Ele disse que o cultivo de peixes marinhos proporcionará uma excelente opção de renda para as comunidades pesqueiras que poderão, a partir daí, conciliar a maricultura com a pesca, melhorando desta forma sua qualidade de vida. As expectativas são de que, em breve, ocorra o povoamento das gaiolas com “alevinos” – filhotes de peixes. "A participação do IPA, em projetos desta natureza  contribui para aumentar a área de atuação do instituto em assistência técnica e extensão pesqueira junto aos pequenos produtores que vivem de atividades ligadas à pesca em todo o Nordeste".

A parceria entre o IPA e a UFRPE é importante, pois permitirá que os engenheiros de pesca do instituto possam repassar as técnicas de cultivo em gaiolas marinhas aos pescadores no estado, através do trabalho de assistência técnica e extensão rural.


<< Voltar

 

COPYRIGHT © 2008 GOVERNO DE PERNAMBUCO
Av. General San Martin, 1371 - Bongi - Recife - PE - CEP: 50761-000 - PABX: (81) 3184-7200