27 de outubro de 2016

Pecuaristas de Lajedo comemoram nascimento de primeiro bezerro

Os pecuaristas do Núcleo de Criadores de Vacas Leiteiras, do município de Lajedo, comemoram o nascimento do primeiro bezerro,  resultado da doação de 150 doses de sêmen realizada pela Estação Experimental do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em São Bento do Uma.

Além do material genético, os 30 produtores, que integram a entidade, também receberam orientações da equipe técnica do IPA sobre manejo de bovinos leiteiros. “É importante a manutenção da parceria e da assistência técnica prestada pela equipe do IPA”, destaca o presidente do Núcleo, Antônio Clésio. 

“O impacto genético gerado é perceptível pela qualidade dos bezerros nascidos, o que vai, certamente, influenciar positivamente na renda dos produtores com a criação de animais mais eficientes”, fala o supervisor da estação experimental Leonardo Alencar.

Além do município de Lajedo, associações de outros municípios já foram beneficiadas com o repasse de sêmen, como: Bodocó, São Bento do Una, Garanhuns, Bom Conselho, Saloá e Sertânia. O projeto com o apoio financeiro do convênio IPA/FINEP.

PROJETO - O IPA tem como política de apoio ao desenvolvimento da pecuária de leite do estado de Pernambuco a manutenção e seleção de bovinos da raça Holandesa na Estação Experimental de São Bento.  Anualmente adquire sêmen dos melhores touros do ranque mundial da raça para acasalar suas matrizes e com isso ofertar aos produtores animais selecionados e com boa adaptabilidade ao agreste semiárido.

Atualmente, vem sendo desenvolvido um projeto de pesquisa para formação de banco sêmen de tourinhos da raça Holandesa, o qual é coordenado pelo pesquisador Sebastião Guido. Os tourinhos são selecionados a partir critérios genealógicos e bom desempenho andrológico. Com essa ação o objetivo do estudo é avaliar a taxa de fertilidade in vivo com sêmen congelado.

Diferentes concentrações espermáticas são avaliadas, ou seja, a quantidade de gametas por dose de sêmen. Com isso espera-se estabelecer uma maior diluição do ejaculado e, consequentemente, um maior aproveitamento do sêmen com mais doses processadas. Os tourinhos selecionados são submetidos periodicamente à coleta e processamento de sêmen, sendo posteriormente parte desse material repassado para associações de produtores que dispõe de infraestrutura para utilizar a inseminação artificial em bovinos e são localizadas nas principais bacias leiteiras de Pernambuco.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA