07 de dezembro de 2017

IPA promove palestra sobre Policultivo de tilápia e camarão em Gaibu

Agricultores, piscicultores, pescadores e empreendedores participaram de palestra sobre o “Policultivo de tilápia e camarão”. A formação foi realizada na última sexta-feira (01), durante o evento "Cabo Qualifica", na Associação de Moradores de Gaibu, no litoral norte de Pernambuco.

Durante a capacitação foi abordada a situação da produção e da demanda de pescado no mundo e no Brasil, monocultivo e policultivo de peixes e camarões em água doce e salgada, além dos trabalhos que o Instituo Agronômico de Pernambuco (IPA) vem desenvolvendo nesse segmento, nos últimos anos.

De acordo com Gilvan Lira, extensionista do IPA, os participantes promoveram um debate bastante consistente sobre o tema. “Fiquei muito satisfeito em verificar nesse evento, que a demanda de assuntos relacionados ao sistema de policultivo cresceu. Isso representa os resultados de um trabalho iniciado na Zona da Mata Sul em 2006, pelo Instituto”, ressaltou.

Segundo Lira, o ano de 2006 representou o início dos trabalhos do IPA com pesquisa, desenvolvimento e divulgação do sistema de policultivo envolvendo o camarão de água doce (pitu havaiano - Macrobrachium rosenbergii), por meio do Projeto de Implantação de Unidade de Pesquisa e Aprendizagem Coletiva de Policultivo de Tilápia e Camarão, no Assentamento do Brejo, em Tamandaré, litoral sul do Estado.

Eliane Noya, Carlos Guerra e Mário Alberto, foram os pesquisadores que elaboraram o projeto e junto com outros engenheiros de pesca e extensonistas, como Gilvan Lira, tiveram a oportunidade de participar da execução, dando assistência técnica. Desde então, o IPA tem repassado essa tecnologia para os produtores familiares de Pernambuco e do Brasil, através dos eventos que participa.

Fonte: Núcleo de Comunicação