02 de abril de 2018

Técnicos orientam tratamento para Mal do Recife em Bom Conselho

Técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) identificaram o “Mal do Recife”, na propriedade do agricultor, Natanael Miranda, no Sítio Baixa da Lama, município de Bom Conselho. A visita foi realizada pelos extensionistas, Felipe Cavalheira (Garanhuns), Nayra Oliveira e Marcelo Ferreira (Bom Conselho).

A infecção pode acontecer através da copa ou das raízes. Quando ocorre por meio da copa, a seca da planta começa pelos galhos finos da parte externa, progredindo lentamente em direção ao tronco, até atingi-lo, matando toda a planta. O fungo só consegue infectar a copa se for introduzido. Dessa forma, o principal disseminador são insetos, a exemplo do Broca das Mangueira. Os sintomas são amarelecimento, murcha e seca dos galhos, que geralmente têm início num ramo da extremidade da copa. 

Na ocasião, os técnicos recomendaram a poda de todos os ramos afetados e o pincelamento com pasta Cúbica,  fungicida a base de oxido cloreto de cobre. Além disso, orientaram a retirada de três mangueiras mortas. “O material retirado foi queimado no local,  a fim de evitar a disseminação da doença e o controle do vetor, a Broca da Mangueira”, explicou a extensionista, Nayra Oliveira.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA