16 de maio de 2019

Projeto Avaliação de Variedades de Sementes Crioulas em Santa Cruz da Baixa Verde

Na manhã da sexta feira (10), estagiários da UAST e a Associação Municipal Mulher Flor do Campo, juntamente com a equipe do IPA Santa Cruz da Baixa Verde, participaram das atividades de continuação do “Projeto  Avaliação de Variedades de Sementes Crioulas: Milho Feijão e Fava”,  oriundas do banco de sementes da associação. Na ocasião, foi realizada a primeira colheita, em uma das duas roças comunitárias, das quais o IPA desenvolve todo o processo de avaliação.

Nas referidas áreas, foram instalados pluviômetros, identificadas as sementes de fava, milho e feijão, realizado o plantio, acompanhada e registrada através de visitas, anotações e fotografias, toda as ocorrências e práticas adotadas.

Na ocasião, foi realizada a colheita do feijão, utilizando uma metodologia  previamente definida, objetivando conhecer os seguintes parâmetros: melhor forma de condução da cultura do preparo de solo a colheita; precipitação ocorrida no ciclo e sua influência em cada fase de desenvolvimento e nos resultados finais; tempo de germinação; floração, maturação e colheita; ocorrência de pragas e doenças; custo de produção; numero médio de vagens produzida por planta; peso médio dos grãos produzidos por planta e produtividade da cultura por ha.

Fora do sistema de produção,  também serão realizadas observações no tocante ao  tempo de preparo e cozimento do grão e sabor dos mesmos completando assim nossos estudos. A atividade tem como objetivo gerar dados técnicos sobre o trabalho com sementes crioulas e poder assim,  promover sua expansão mostrando sua viabilidade e importância para a composição da renda e na alimentação dos agricultores e agricultoras familiares da região.

A atividade será concluída, quando for realizada a colheita do milho e da fava que ainda se encontram no solo e não terminaram seu ciclo de produção,  para que assim, possamos realizar todos os cálculos e dentro de uma metodologia que foi previamente desenvolvida,  chegar-se aos números e conclusões  finais.

 

 

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA