21 de maio de 2019

Pesquisador do IPA participou de evento sobre a Experiência de Israel e o Semiárido Brasileiro, em Maceió

Em novembro de 2017, o SEBRAE/AL realizou uma Missão Técnica ao Estado de Israel com o intuito de conhecer diversas iniciativas desse Governo no que tange à Gestão Hídrica, Irrigação e à Produção Agropecuária em regiões desérticas, semelhantes ao nosso Semiárido.

Israel é o país mais avançado do mundo no que tange a irrigação agrícola, contando com 100% das terras agrícolas sub-irrigadas, além de possuir solo desértico, sem características propícias para agricultura. No entanto, mais de 80% de seus produtos agrícolas são exportados e mais de 50% da sua irrigação é de água de reuso.

Entretanto, a região nordeste ainda passa por dificuldades quando dos períodos longos de estiagem. Sua população não consegue ter acesso de forma perene aos rios e canais que cortam a região, como o Canal do Sertão em Alagoas e as obras de transposição do Rio São Francisco. Foram discutidas essas e outras questões técnicas com o objetivo de propor alternativas em termos de projetos e políticas públicas para o desenvolvimento regional.

“De nossa parte, o semiárido brasileiro é o maior semiárido tropical do mundo, ocupando oito dos nove estados da região, além do norte de Minas Gerais, e é constituído na sua maior parte pelo bioma Caatinga”, afirma Tabosa.

Segundo ele, há uma grande diversidade de ecossistemas em nosso semiárido com variados microclimas e cerca de doze tipos diferentes de caatinga, o que configura diversas possibilidades econômicas, como a pecuária (caprinos, ovinos e bovinos de leite), as lavouras de sequeiro, diversas áreas irrigadas, produção mineral, turismo e geração de energia renovável.

 

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA