26 de setembro de 2019

Gerente de Extensão Rural do IPA vai ao arquipélago de Fernando de Noronha

O Gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural do IPA, Maviael Fonseca, estará no arquipélago de Fernando de Noronha, dos dias 30 de setembro a 04 de outubro, para dar início ao processo de implantação de um escritório do IPA na Ilha onde será desenvolvido, de forma planejada e contínua, os serviços de ATER do órgão, que é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA).

“A chegada efetiva do IPA no Arquipélago tem sido solicitada e aguardada com grande expectativa pela população local, visto que estamos desenvolvendo algumas ações pontuais para atender demandas específicas por lá e que têm trazido significativos resultados para a população atendida”, conta Maviael.  

O objetivo da implantação de um escritório de ATER é oferecer um serviço sistemático e contínuo para a população do Arquipélago, buscando assim, dinamizar as atividades agropecuárias locais através de alternativas viáveis do ponto de vista econômico, social e ambiental, para o desenvolvimento sustentável do Arquipélago, além de atuar fortemente no acesso às políticas públicas cabíveis ao contexto da Ilha.

Nesta fase inicial o gerente irá conversar com as representações locais e demais instituições públicas sobre a proposta inicial de atuação do IPA em Noronha; identificar as principais demandas para que a equipe técnica do IPA possa traçar o plano inicial de ATER por eixos temáticos estratégicos, além de visitar possíveis espaços físicos que possam abrigar um escritório do IPA. 

Dentre as ações a serem desenvolvidas pelo IPA em Fernando de Noronha podemos citar: realização de diagnósticos setoriais; identificação e sistematização das cadeias produtivas e as principais demandas socioambientais; elaboração de projetos produtivos compatíveis com o perfil socioambiental da Ilha; promoção do uso sustentável dos recursos naturais; apoio nos processos de geração de trabalho e renda; apoio aos processos de inserção de mercados; auxilio na organização social; promoção do acesso às políticas públicas; atuação na conservação ambiental e do patrimônio genético; apoio aos instrumentos de estatística da produção, entre outras.

 

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA