23 de outubro de 2019

Alerta Precoce da Vulnerabilidade do rebanho pecuário é tema de palestra

Alerta Precoce da Vulnerabilidade do rebanho pecuário e oferta de forragens foi tema da palestra ministrada na quarta-feira (22), à tarde, na sede do IPA por Rômulo Simões Menezes (UFPE)/PV – IPA).Como resultado, são apresentados mapas de vulnerabilidade do rebanho para os três cenários climáticos avaliados: médio, seco e chuvoso. Para a geração dos mapas levou-se em consideração reportes dos rebanhos disponibilizados pela ADAGRO e IBGE, Imagens de satélite e dados coletados em parcelas de monitoramento da oferta de forragem em pastagens das estações experimentais do IPA.

Dados de produção de forragem por município entre 2003 a 2018, foram usados para estimar o histórico de produção de forragem em cada município. Como fonte de forragem foram incluídas áreas de caatinga, pastagens cultivadas (Capins, palma forrageira, capim elefante e sorgo), e restos culturais usados na alimentação animal (Fava, milho, feijão, mandioca e cana). 

O sistema também utiliza os dados das chuvas anuais em cada município, obtidas da base de dados do sistema Guarda Chuvas, um banco de dados desenvolvido para esse fim. Através de modelagem computacional foram desenvolvidos cenários da relação entre a produção de forragem e as chuvas em cada município e obtidas as médias de forragem para três cenários climáticos: anos secos, anos de chuva média e anos chuvosos. Após essa etapa, a produção de forragem em cada cenário, para cada município foi combinada com o tamanho efetivo dos rebanhos (caprino, Ovino e Bovino) dos municípios reportados pela Adagro entre 2017 e 2018.        

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA