11 de janeiro de 2020

Reunião destaca criação de APP, reforço de trabalho com sementes e perfuração de poços

O presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco, Odacy Amorim, junto com os diretores de Extensão Rural, Pesquisa e Recursos Hídricos; Reginaldo Alves, Gabriel Maciel e Flávio Duarte participaram na sexta-feira (10) de uma reunião com representantes da Secretaria Executiva de Gestão Estratégica e o secretário executivo Pabllo Brandão Pires para  definição investimentos. O diretor de Administração e Finanças do IPA, Ruy Carlos, também participou da reunião.
 
A diretoria de Assistência Técnica e Extensão Rural levantou a necessidade da integração de dados da extensão rural. Foi discutido o desenvolvimento de uma plataforma digital para inserção de conteúdo. Um aplicativo mobile irá simplificar o trabalho dos profissionais do IPA em todo o estado de Pernambuco. A Secretaria Executiva de Gestão Estratégica irá agilizar o processo de criação do APP.
 
O encontro foi um desdobramento de uma reunião realizada na quarta-feira (08), onde participaram o secretário estadual de Planejamento e Gestão Alexandre Rebêlo e o secretário de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto. Foram apresentadas as ações estratégicas  governamentais na atual conjuntura do governo de Pernambuco ressaltando a capacidade de impactar a vida da população, e o desenvolvimento da economia dos municípios do interior do estado.  
 
Foram levantados investimentos para  instalação e perfuração de poços na região rural do interior do estado. O presidente do IPA ressaltou a importância do dessalinizador para as regiões que possuem água salombra. O Instituto Agronômico através da Diretoria de Recursos Hidrícos tem viabilizado parceria com a Universadade Estadual da Paraíba para implemementação de alguns modelos do equipamento. O objetivo principal é tornar possível a milhares de produtores e empreendedores o amplo acesso a conhecimentos e informações, que dinamizam a produtividade e sustentabilidade da água potável e de qualidade.
 
No campo da Pesquisa um olhar estratégico para as sementes na dinamização da economia. Entrou na pauta ainda a capacidade do IPA de produzir uma parte e comprar o complemento para distribuição, a produção na Estação Experimental de Belém de São Francisco, a capacidade de produzir em 50 hectares e o investimento de 1 milhão de reais para duas safras. Como Medidas complementares, o Instituto Agronômico atualmente já apoia o trabalho dos bancos de sementes.
 
Sobre as estações entrou no debate o potencial das unidades, que somadas são 12 em todo estado.  Como estratégia de sustentabilidade financeira e geração de tecnologias para o desenvolvimento da agropecuária. Os trabalhos desenvolvidos com pesquisa nos 16 laboratórios para produção de serviços e reprodução animal, assim como a produção de sêmen e embriões. 

Fonte: Núcleo de Comunicação