26 de julho de 2021

IPA inicia colheita da cebola na Estação Experimental em Belém do São Francisco

Pesquisadores do Instituto Agronômico de Pernambuco iniciaram a colheita de cebola na Estação Experimental de Belém do São Francisco, na sexta-feira (23). A cebola, juntamente com o tomate, são as hortaliças mais importantes socioeconomicamente para o Estado.  O trabalho desenvolvido pela Pesquisa do IPA é imprescindível para preservação, manutenção e produção das sementes que serão cultivadas em todos o estado.

A produção anual supera as 90.000 toneladas, obtida, com receita estimada em mais de R$ 30 milhões, gerando mais de 7 mil empregos diretos e indiretos. A área de maior concentração e cultivo no estado fica ao longo do Submédio São Francisco, compreendendo os municípios da região de Petrolândia a Petrolina.    

A cebola pode ser cultivada através de semeadura e transplante, semeadura direta ou plantio de pequenos bulbinhos. No entanto, o método tradicionalmente mais utilizado em todo Nordeste é o de semeadura e transplante, que corresponde ao plantio em canteiros especiais, denominados de sementeiras, com posterior transplantio das mudas para o local definitivo.

O pesquisador do IPA, Jonas Candeia, responsável pela execução dos trabalhos com a cebola tem observação criteriosa quanto ao manuseio das sementes, supervisiona tratos culturais também sobre os procedimentos pós-colheita. “Esse manuseio sendo correto e direcionado pode garantir a integridade dos bulbos, reduzindo assim, os danos o estresse sofrido pelos tecidos”, destaca Jonas. Segundo ele, para plantio em um hectare são necessários, aproximadamente, três quilos, quando se adota o sistema de plantio por semeadura mais transplante.

Os cuidados também são necessários durante o armazenamento, que deve oferecer as condições ideais para que o produto seja acondicionado, pelo maior espaço de tempo possível, sem perda apreciável de seus atributos de qualidade, como sabor, aroma, textura, cor, teor de umidade e valor nutricional.

Fonte: Núcleo de Comunicação