Publicaes | Folhetos Explicativos



LEUCENA
Djalma Cordeiro dos Santos, Iderval Farias, Flávio Marcos Dias e Mário de Andrade Lira

O QUE É LEUCENA?

É uma leguminosa forrageira tropical, originária da América Latina, excelente para a alimentação de bovinos, caprinos e ovinos.

 QUAIS AS SUAS VANTAGENS?

  • É uma planta perene e resistente à seca.
  • É rica em proteína bruta.
  • Pode ser utilizada sob a forma de pastejo, de feno, ou verde no cocho.
  • Dispensa a adubação nitrogenada, desde que seja inoculada com rizóbio específico.
  • É muito apreciada pelos animais.
  • É tolerante às altas temperaturas e não tem apresentado problemas fitossanitários na Região, com exceção da ocorrência de formigas.
  • Pode ser colhida três a cinco vezes ao ano, em regime de sequeiro.

 ONDE DEVE SER PLANTADA?

Pode ser cultivada em todo o Estado, devendo-se evitar, no entanto, os solos ácidos, pobres em fósforo e sujeitos a encharcamento.

QUAL A SUA ÉPOCA DE PLANTIO?

A melhor época é aquela que coincide com o início das chuvas.

O QUE SE UTILIZA NO SEU PLANTIO?

Pode-se utilizar mudas ou sementes.

O QUE É DORMÊNCIA DA SEMENTE?

É a dificuldade que a semente tem para germinar, o que acarreta baixa percentagem de nascimento.

 COMO QUEBRAR A SUA DORMÊNCIA?

Os tratamentos mais recomendados para solucionar este problema são:

  • tratamento térmico – imergir as sementes em água, a uma temperatura média de 80oC, durante cinco minutos;
  • tratamento mecânico – arranhar a superfície da semente por meio de lixa, atrito no cimento   grosso etc.;
  • tratamento químico –  colocar as sementes numa solução de ácido sulfúrico a 98oC, durante quinze minutos.

 

 QUAIS OS ESPAÇAMENTOS MAIS RECOMENDADOS?

  • Para pastejo:
    • 2,0 x 0,5m
    • 2,0 x 1,0m
  • Para  feno ou verde no cocho:
    • 1,0m entre fileiras com 10-20 plantas por metro linear
    • 1,0 x 0,5m 

 COMO MANEJAR SOB PASTEJO?

O pastejo deve ser rotativo e ter o seu início quando as plantas atingirem 1,5m de altura, aproximadamente. Os animais devem ser retirados, quando a forragem tiver sido consumida, ficando a área em descanso até a sua recuperação.

 COMO MANEJAR SOB CORTE?

No espaçamento de 1,0 x 0,5m, cortar as plantas a 60cm do solo, enquanto que, no espaçamento de 1,0m entre fileiras com 10-20 plantas por metro linear, o corte deve ser feito a 10cm do solo.

QUAL A SUA PRODUTIVIDADE MÉDIA?

Nas condições do Semi-Árido de Pernambuco, realizando-se de dois a três cortes por ano, os níveis de produtividade chegam a 18t/ha de matéria verde e 5-6t/ha de matéria seca.

QUAIS OS SEUS TEORES DE MATÉRIA SECA, PROTEÍNA BRUTA, FIBRA, CÁLCIO E FÓSFORO?

  Matéria seca

20,0 a 35,0%

  Proteína bruta

15,0 a 28,0%

  Fibra (F.D.N)

28,0 a 45,0%

  Cálcio

  1,2 a   2,4%

  Fósforo

  0,2 a   0,3%

QUAL A SUA DIGESTIBILIDADE?

Varia de 55 a 60%.

 QUAIS AS VARIEDADES RECOMENDADAS?

Aquelas pertencentes ao grupo Peru-genótipo CNPC-846 e a variedade composto IPA-1, que brevemente estará sendo lançada pelo IPA.

<< Voltar

COPYRIGHT © 2008 GOVERNO DE PERNAMBUCO
Av. General San Martin, 1371 - Bongi - Recife - PE - CEP: 50761-000 - PABX: (81) 3184-7200