Publicaes | Folhetos Explicativos



CULTIVO DE MILHO IRRIGADO NO SEMI-ÁRIDO DE PERNAMBUCO

José Nildo Tabosa1, José Jorge Tavares Filho1, Ana Rita de Moraes Brandão Brito1, Marta Maria Amâncio do Nascimento1, Josimar Bento Simplício1, Vital Artur de Lima e Sá1, Luiz Evandro de Lima1, José Alves Tavares1

ONDE DEVE SER CULTIVADO?

            Em áreas planas, preparadas e adequadamente sistematizadas para fins de irrigação.

QUAIS AS CULTIVARES RECOMENDADAS?

  • Em cultivo de alta tecnologia: utilizar híbridos comerciais que foram avaliados e são recomendados para Pernambuco (Zeneca 84 E 90, AG 1051, Pioneer 3021, AG 6690, SHS 5050, AG 7575, SHS 5070, A 3565, HT 5,  Dina 657, BR 206, Agromen 6180, etc).
  • Em cultivo de tecnologia tradicional/convencional: utilizar variedades que foram avaliadas e são recomendadas para região (AL Bandeirante, AL 34, AL 30, BR 5036, BR 5037 - Cruzeta, BR 5033 - Asa Branca, BR 5039 - São Vicente, BR 5028 - São Francisco, BR 5011 - Sertanejo, BRS - Assum Preto, etc).

Em ambos os casos, na dúvida, consultar os técnicos do IPA.

COMO EFETUAR O PREPARO DO SOLO?

Utilizar grade de disco atrelada ao trator. Quando não for possível o uso do trator, pode-se utilizar a tração animal. Sob condição da pequena propriedade, essa operação poderá ser realizada com auxílio de enxada.

QUAL A ÉPOCA DO PLANTIO?

  • Início da estação chuvosa, o que comumente ocorre entre o último trimestre do ano e o primeiro do ano seguinte. Em caso de ocorrência de veranico, proceder ao suprimento hídrico da cultura. Nesse caso, a irrigação será apenas complementar, caso haja necessidade.
  • Se o cultivo ocorrer na estação seca do ano, o procedimento da irrigação terá lugar durante todo ciclo hidrológico da cultura. Nessas circunstâncias, a demanda hídrica será elevada, quando comparada à situação mencionada anteriormente.

COMO É FEITO O PLANTIO?

  • Mecânico (trator ou tração animal) - em sulcos contínuos com oito a dez centímetros de profundidade, semeando no fundo do sulco em torno de oito sementes por metro linear.
  • Manual (matraca) - regular a matraca para que caiam de três a quatro sementes ao longo da fileira, a cada 30 a 40 centímetros de distância.

QUAL O ESPAÇAMENTO E A DENSIDADE DE PLANTIO RECOMENDADO?

  • Plantio mecânico (trator ou tração animal)
  • 1,00m entre fileiras, com cinco plantas por metro linear.
  • 0,80m entre fileiras, com quatro plantas por metro linear.
  • Plantio manual (matraca)
  • 1,00m x 0,50m deixando-se três a quatro sementes por cova.
  • 1,00m x 0,40m deixando-se três a quatro sementes por cova.

QUANTOS QUILOS DE SEMENTES SÃO USADOS POR HECTARE?

            20 a 25 quilos.

A CALAGEM É IMPORTANTE PARA A CULTURA?

            Sim. Ela é importante tanto na neutralização do alumínio tóxico, quanto na elevação dos teores de cálcio e de magnésio no solo.

COMO É FEITA A CALAGEM?

            A calagem se baseia no resultado da análise de fertilidade do solo. Recomenda-se a aplicação do calcário dolomítico 30 a 40 dias antes do plantio, em quantidade indicada no manual: “Recomendação de Adubação para o Estado de Pernambuco”, publicado pelo IPA.

COMO É FEITA A ADUBAÇÃO?

            A adubação química baseia-se no resultado de recomendação da análise de fertilidade do solo. As quantidades de adubo utilizadas seguem as recomendações indicadas no manual: “Recomendação de Adubação para o Estado de Pernambuco”, publicado pelo IPA. 

E A ADUBAÇÃO ORGÂNICA?

            Recomenda-se aplicar, dependendo da disponibilidade, o equivalente a 10-15t/ha de estrume de curral bem curtido. Esse insumo deverá ser aplicado antes de plantio. No caso do plantio ser realizado anualmente, poderá ser aplicado em cada cova o equivalente a 0,5 litro de estrume.

QUAL O HERBICIDA RECOMENDADO NO CULTIVO?

            Herbicida à base de atrazina (Gesaprim ou  Primestra).

QUE QUANTIDADE DEVE SER USADA?

            De 3 a 5L/ha do produto comercial em regime de pré-emergência, ou seja, antes da germinação das plantas invasoras. No caso do aplicador de herbicida mecanizado, proceder à diluição em 400 litros de água e aplicar a solução em um hectare. No caso do pulverizador costal (capacidade de 20 litros), diluir em cada um o equivalente a 150-250ml e aplicar 400 litros dessa solução por hectare (20 bombas de 20 litros da solução).

QUAIS AS PRINCIPAIS PRAGAS E COMO CONTROLÁ-LAS?

  • Formiga de roça (cortadeira): pode ser controlada através de iscas formicidas ou aplicando-se o inseticida diretamente no formigueiro. Este controle deve ser iniciado antes do plantio, prolongando-se até 40 dias após (dentro do campo e nos arredores).
  • Lagarta-do-cartucho: é a principal praga da cultura, iniciando seu ataque com maior intensidade quando a planta se encontra com cerca de 50 dias de idade. O controle deve ser sistemático, utilizando pulverizações preventivas logo após o aparecimento na planta de seis a oito folhas. Posteriormente, seguir as recomendações dos inseticidas específicos. Aplicar decys na dose de 6ml/bomba de 20 litros de água. Realizar três pulverizações sucessivas a intervalos de sete dias uma da outra. A primeira dessas três pulverizações deverá ser realizada 10 dias após o plantio).
  • Lagarta-da-espiga:  aplicar decys na dose de 10ml/bomba de 20L de água, a partir do início da formação da espiga. Proceder a três pulverizações sucessivas, com intervalos de sete dias.

QUANDO DEVE SER REALIZADA A COLHEITA DOS GRÃOS?

Quando estes se encontrarem totalmente secos, com umidade abaixo de 20%.
                       
COMO DEVE SER FEITA A COLHEITA?

  • Mecânica: através de colheitadeira combinada de uma ou duas linhas, com dispositivo de limpeza e ensacamento.
  • Manual: através de coleta manual.

QUAL A PRODUTIVIDADE MÉDIA POR HECTARE?

            A produção é função de uma série de fatores. Uso de tecnologia apropriada, condições de solo e clima e, principalmente, disponibilidade hídrica para a cultura. Utilizando-se de média a alta tecnologia, estima-se que uma boa produtividade sob irrigação deverá iniciar com 60 sacos por hectare (3.600kg/ha).

QUAL O SISTEMA DE IRRIGAÇÃO ADEQUADO À CULTURA?

             Aspersão convencional.

QUAL A OCASIÃO EM QUE A PRÁTICA DA IRRIGAÇÃO É MAIS IMPORTANTE PARA A CULTURA?
 
            Do início do florescimento até estádio de enchimento dos grãos.

QUAL O CONSUMO DE ÁGUA DA CULTURA NO SEMI-ÁRIDO?

            Em pleno desenvolvimento, o consumo médio de água é em torno de 5 a 6mm/dia, o que corresponde a um quantitativo de 50 a 60 mil litros de água por hectare/dia.

QUAL A LÂMINA DE ÁGUA QUE DEVE SER APLICADA E EM QUE INTERVALO DE TEMPO?

10 a 12mm a cada dois dias ou 15 a 18mm a cada três dias.

 

__________
1Pesquisador do IPA

 

<< Voltar

COPYRIGHT © 2008 GOVERNO DE PERNAMBUCO
Av. General San Martin, 1371 - Bongi - Recife - PE - CEP: 50761-000 - PABX: (81) 3184-7200